Plano Diretor: vereador do PT acusa Paulo Garcia de “assassinar” meio ambiente

Integrante da base de sustentação do prefeito na Câmara Municipal, o vereador Djalma Araújo (PT) acusa Paulo Garcia (PT) de “assassinar” o meio ambiente com o projeto de revisão do Plano Diretor. Djalma lidera campanha para obstruir a votação em segundo turno da matéria, sob argumento de que as alterações não convergem com os interesses da população, mas dos grandes grupos econômicos.

Entre as mudanças polêmicas sugeridas, está a liberação de todas as tipologias para empreendimentos na região Norte de Goiânia – em especial nas proximidades da Avenida Perimetral Norte. Acontece que, nos 11 km de extensão da Avenida, existem áreas ambientalmente frágeis, que em vez de ser ocupadas por indústrias, deviam é ser preservadas.

Coincidência ou não, uma das empresas interessadas nas áreas próximas à Perimetral – que ladeiam o rio Meia Ponte – e o milionário grupo Hypermarcas, cujo defensor ferrenho e o presidente da Câmara, Clécio Alves (PMDB). O Hypermarcas inclusive já começou obras naquela região, mesmo sem ter alvará ambiental.

Clécio, Hypermarcas, Paulo Garcia, Plano Diretor…mundo pequeno, não?

 
LEIA MAIS:

Base aliada do prefeito boicota audiência pública que discutiu Plano Diretor

Djalma Araújo bombadeia projeto do prefeito e sugere plebiscito sobre Plano Diretor

Para justificar destruição do Meia Ponte, prefeito diz que região tem vocação econômica

Anote: Paulo Garcia vai destruir rio Meia Ponte com mudanças no Plano Diretor

Djalma denuncia: pressa em aprovar Plano Diretor é para beneficiar Hypermarcas