Geovani Antônio responde Paulo Garcia: “pouco me importa a opinião do prefeito”

Chamado publicamente de irresponsável pelo prefeito Paulo Garcia (PT) por apresentar uma emenda que reduziria a carga horária de servidores da Saúde, o vereador Geovani Antônio (PSDB) subiu à tribuna da Câmara hoje para dizer que “pouco importa” a opinião do prefeito sobre o seu trabalho. O tucano afirmou que os ataques não provocarão mudanças na sua linha de atuação.

“O prefeito foi desrespeitoso não só comigo, mas com o poder Legislativo. Pouco me importa a opinião dele, tenho a consciência tranquila. Mas o que ele fez não está correto”, afirmou Geovani. “Querer cercear a nossa atuação, limitar nossa autonomia e nossas prerrogativas é passar dos limites”.

Geovani lembrou que a emenda que ele apresentou tinha, como co-autor, o então vereador Fábio Caixeta (PMN) – que agora é secretário extraordinário da prefeitura de Goiânia. E exigiu de Paulo Garcia que mude sua postura. “O prefeito mentiu quando disse que não convidou o vereador Paulo Borges (PMDB) para ser secretário de Ciência e Tecnologia, mas nem por isso eu o desrespeitei e saí por aí dizendo que ele é mentiroso”.

Também na sessão de hoje, o vereador Paulo da Farmácia (PSDC) reclamou do tratamento que ele e o vereador Zander Fábio (PSL) receberam do prefeito Paulo Garcia durante evento administrativo realizado no Jardim Itaipu, poucos dias depois da apreciação do projeto de lei dos servidores. Os dois, a exemplo de Geovani, votaram a favor da derrubada do veto.