Tiro para todo lado: acuado, Waldir ataca adversários e até companheiros de partido

A metralhadora verbal do pré-candidato a prefeito de Goiânia delegado Waldir (PR) desandou a cuspir fogo. À medida em que se isola mais, Waldir sobe o tom dos ataques a adversários e até a companheiros de partido – como é o caso da deputada federal Magda Mofatto e do presidente do PR em Goiás, Flávio Canedo.

Waldir afirma que não abriu diálogo com nenhum partido de oposição ou da base aliada ao governo do Estado porque “não se envolve em barganha”. “O prefeito [Paulo Garcia] negociou secretarias em troca de apoio. O governador [Marconi Perillo] está negociando secretarias em troca de apoio. Não precisamos e não fazemos isso”, diz o pré-candidato.

O delegado também não poupa a deputada federal Magda Mofatto (PR), sua companheira de partido, que segundo o jornal O Popular ofereceu a vaga de vice na chapa para o PMDB. Ela teria encabeçado a articulação ao lado do marido e presidente do PR em Goiás, Flávio Canedo. “A deputada e o marido estão no jogo político, fazem parte da base do governador. Isso faz parte do jogo político deles, não meu”.