“Dividida e sem propostas, fica difícil”, avalia Afonso Lopes sobre as possibilidades da oposição nas eleições de 2018 em Goiás

“Dividida e sem propostas, fica difícil”. Este é o título do artigo do tarimbado analista político Afonso Lopes, na edição deste domingo do Jornal Opção, avaliando as possibilidades da oposição nas eleições para o governo do Estado em 2018.

Segundo o jornalista, a falta de unidade e a ausência de um projeto alternativo de gestão estão na raiz das sucessivas derrotas eleitorais que a oposição vem colhendo no enfrentamento com o governador Marconi Perillo, desde 1998.

Repetidamente, “os opositores só conseguem oferecer ao eleitorado goiano uma troca de nomes”, escreve Afonso Lopes. E finaliza: “A oposição permanece aparentemente muito mais preocupada com nomes do que com a formulação de propostas alternativas de governo. É esse tipo de posicionamento histórico que permite ao governo e à base aliada estadual como um todo vencer as eleições municipais e estaduais até com relativa facilidade”.

[vejatambem artigos=”58375,58368,3… “]