Em discurso duríssimo na tribuna, Clécio Alves pede respeito e ataca Ormando Pires, que é diretor na Comurg

O vereador Clécio Alves (PMDB) foi o destaque da sessão da Câmara desta quinta-feira. Clécio ocupou a tribuna poor mais de cinco minutos e, aos gritos, disparou contra o diretor da Comurg, Ormando Pires, que já foi presidente da companhia.

“Não sou empregado de presidente da Comurg, não. Tem diretor processado e com bens penhorados. Está com processo na Justiça. Ormando Pires foi candidato a vereador e teve mil e poucos votos. Me respeite, colocar em dúvida minha lealdade a Iris?”, gritou Clécio.

Desde o começo da nova gestão da Comurg, comandada por Denes Pereira, Clécio está em conflito com a diretoria da companhia. O vereador afirma que seus aliados e indicados estão sendo perseguidos na Comurg.