Crise na saúde é debatida na Câmara: Paulo Magalhães diz que secretária Fátima Mrué pode até ser cientista, mas não tem sensibilidade com os médicos

A crise grave na saúde municipal de Goiânia está sendo debatida na Câmara. O vereador Paulo Magalhães (PSD) ocupou tribuna e criticou muito a secretária de Saúde, Fátima Mrué.

O vereador falou que ela pode até ser cientista, mas não tem sensibilidade. Fátima e Iris Rezende demitiram 480 médicos na última sexta-feira para obrigá-los a a assinar um novo contrato com a prefeitura.

Com essa demissão em massa, a saúde em Goiânia entrou em colapso. O atendimento nos Cais está comprometido.