Empresas de transporte devem usar exigência de motoristas para justificar aumento de tarifa para R$ 3 em Goiânia

São favas contadas que as empresas que controlam o transporte coletivo de Goiânia vão aproveitar a paralisação dos motoristas de ônibus como justificativa para reajustar a tarifa cobrada do passageiro. Especula-se que o novo valor deve ser de, no mínimo, R$ 3. Desde maio do ano passado, o bilhete custa R$ 2,70.

Há quem diga, inclusive, que os empresários é que fomentam a greve.

 

LEIA MAIS:

Motoristas se revoltam com sindicato pelego e anunciam greve no transporte coletivo

Goiás24Horas registra caos provocado por greve de motoristas na Praça da Bíblia

Empresas de transporte devem usar exigência de motoristas para justificar aumento de tarifa para R$ 3 em Goiânia