O Popular: “Em vez aproximar Paço e Câmara, Samuel Almeida tem causado atritos”

O secretário municipal de Governo, Samuel Almeida, foi apontado pelo jornal O Popular neste sábado como um dos culpados pela crise na relação entre a prefeitura de Goiânia e a Câmara Municipal, que nesta semana impediu o prefeito Iris Rezende (PMDB) de aumentar o IPTU a taxas maiores do que a inflação: “Em vez que aproximar os dois poderes, o secretário tem provocado atritos, com afirmações que denunciam suposto fisiologismo na Câmara”.

O Popular afirma que, “em recente reunião com sindicalistas para discutir a data-base dos servidores, Almeida teria dito que ‘o problema do Paço com os vereadores ocorre porque não está tendo barganha com cargos’, relatou Elias Vaz (PSB). A frase levou os vereadores a aprovarem requerimento de autoria de Jorge Kajuru (PRP) convocando o secretário para que aponte ‘quem foi ao Paço pedir cargo em troca de voto’”.

A reportagem diz ainda que esta não foi a primeira vez que declarações de Samuel causaram mal estar na Câmara. Paulo Magalhães (PSB) relatou na tribuna ter ouvido do secretário que o prefeito não precisava de líder ou de base na Câmara porque, nas votações de interesse do Paço, bastaria chamar os vereadores, um a um, para resolver, sugerindo, segundo Magalhães, que os vereadores poderiam ser “comprados”.