Elias Vaz vai investigar contrato de emergência da Secretaria da Saúde que custará R$ 4,2 mi

Na sessão plenária dessa quinta-feira (14.09), o vereador Elias Vaz (PSB) entrou com requerimento pedindo documentos referentes à contratação de software de gestão para a Secretaria Municipal de Saúde (SMS). O contrato foi assinado pela secretária Fátima Mrué, com dispensa de licitação e prevê a prestação de serviços de manutenção, suporte técnico e customização para a área de saúde por um valor de mais de R$4 milhões.

“Até dois meses atrás a secretaria de saúde funcionava razoavelmente com um software próprio. É estranho que de repente ele não atenda mais às necessidades da pasta, que tenha uma dispensa de licitação e uma contratação em caráter de emergência. Estamos falando de um assunto complexo, caro e que deveria ser mais discutido. Estamos atentos e vamos investigar para evitar que mais irregularidades sejam cometidas por essa gestão”, explica o vereador Elias Vaz.

A autorização da dispensa de licitação e contratação da empresa Vivver Sistema Ltda foi assinada no dia 11 de setembro de 2017 e publicada no Diário Oficial da última terça-feira (12.09).