Com problemas de sobra em Goiânia, Dona Iris gasta meia página no DM com artigo de autoelogios que a coloca como grande heroína das lutas das mulheres

Mostrando alienação total e um egocentrismo sem noção, a primeira dama de Goiânia, Dona Iris, ocupou meia página da edição deste sábado do Diário da Manhã com um artigo de autoelogios que excede ao ridículo.

Com a cidade atolada de problemas, como crise do lixo, caos na Saúde municipal, servidores sem data-base, o artigo, escrito por um assessor sem o menor senso crítico, coloca a primeira-dama como heroína das lutas femininas, quando é notório que ela sempre se beneficiou da luz de Iris Rezende para construir seus projetos pessoais.

Mais um capítulo triste na história de Dona Iris.