No Giro, Dona Iris, que ganhou Aparecida para apoiar Daniel, manda recado para Caiado: PMDB é grande para não comandar oposição

Bastou morder o apoio da base do PMDB de Aparecida para que a primeira-dama de Goiânia, Dona Iris, se esquecesse do amor que sentia pelo senador Ronaldo Caiado (DEM) e passasse a fazer o jogo do arquirrival dele, o deputado federal Daniel Vilela (PMDB).

Em evento organizado pela Fundação Ulysses Guimarães, que ela preside, em Aparecida. Dona Iris voltou a afirmar o PMDB é um partido grande demais para não comandar a oposição em Goiás. Recado mais do que claro para Caiado, que almeja fazer do PMDB o satélite do DEM.

Mas o peemedebista não se engane. Dona Iris não liga para a grandiosidade ou história do partido ao qual ela é filiada. Se, num dado momento, apoiar Daniel não for mais vantajoso, ela não hesitará em defender a tese de apoio a Caiado.