Para protestar contra reforma da Previdência, pelegada do PT e da CUT de Goiás não reúne 50 pessoas em Goiânia

Mais um vexame da pelegada do PT e da CUT de Goiânia.

Sem a mortadela para “comprar” manifestantes, cortada com a falta de dinheiro gerada pelo fim do imposto sindical que financiava estes grupos, eles não conseguiram reunir mais do que 50 pessoas num “protesto”, em Goiânia, contra a reforma da previdência social.

A sociedade pode ser até contra a propostas de mudanças nas regras da aposentadoria, mas não quer saber dessa pelegada que só se movimenta por interesses politiqueiros e eleitoreiros.

É por isso que o “protesto” foi um monumental fracasso.

Veja mais clicando aqui.