Entrevista-bomba: Vilmar some, PSD se cala, Eliton não passa recibo, Marconi desconversa e oposição comemora

As primeiras reações às entrevista-bomba de Vilmar Rocha ao jornal O Popular:

1. O secretário e presidente do PSD, Vilmar Rocha, sumiu do mapa nesta manhã de segunda-feira. Não atendeu ligações e não foi localizado por ninguém;

2. O vice-governador José Eliton não passou recibo sobre a declarações de Vilmar, mas consulta assessores e políticos para avaliar qual atitude deve tomar. Ele deve se reunir com o governador para tratar do assunto;

3. Deputados do PSD se calaram e evitaram comentar o assunto. A estratégia é para não jogar mais água na fervura. Os parlamentares são a favor do apoio a José Eliton, mas não querem trombar com Vilmar;

4. Por fim, o governador Marconi Perillo desconversou sobre o assunto. Perguntado sobre a fala de Vilmar em entrevista agora cedo, disse que é “amigo de Vilmar há mais de 30 anos, respeita as opiniões dele, mas não concorda e que o tema será muito debatido ainda até chegar o momento das definições partidárias”.