Oposição reconhece que Nelto exagerou nos ataques a Marconi

Até deputados estaduais que fazem parte da bancada de oposição reconhecem que o colega José Nelto (MDB) exagerou nos ataques ao governador Marconi Perillo (PSDB) na sessão inaugural de 2018 na Assembleia Legislativa, na última quinta-feira. A agressividade do discurso do emedebista desencadeou uma reação de igual intensidade de Marconi, que revelou que Nelto o procura às escondidas no Palácio das Esmeraldas para pedir favores.

Publicada no jornal O Popular desta sexta, a coluna Giro publica uma nota que afirma: “Oposicionistas avaliam que José Nelto exagerou no discurso que fez em nome da oposição, durante a abertura dos trabalhos na Assembleia Legislativa. ‘Ele não precisava ter partido para o pessoal’, diz um deles. O emedebista, no entanto, defende que suas críticas não saíram da esfera política e se disse supremo com a reação do governador”.

Nelto acusou o governo – sem provas – de usar a conta centralizadora para desviar recursos e que a administração é formada por “ricos, poderosos e alguns compadres”. O governador respondeu que era preciso rasgar o oportunismo e a hipocrisia do emedebista: “Quantas vezes o senhor esteve na minha casa para falar mal do Iris, do Maguito, do Caiado? O senhor fala em mordomias, mas quantas vezes mandou mensagem para mim dizendo que queria tomar vinho comigo? Quantas vezes foi à sala de chá do Palácio pedir para eu ajudar na sua campanha, dizendo que poderia abandonar os seus candidatos?”.