Não é fácil ser José Nelto: em 1 semana, duas surras verbais históricas

Dizem que estar na oposição é o melhor dos mundos para um político, porque ele tem liberdade para criticar adversários e não precisa tomar decisões difíceis ou impopulares.

No entanto, a vida da oposição em Goiás não tem sido um mar de rosas.  O deputado estadual José Nelto (MDB) que o diga.

Em uma semana, ele tomou dois esculachos que deixariam qualquer um tonto.

Na quinta-feira passada, fez um discurso agressivo contra o governador Marconi Perillo (PSDB) na tribuna da Assembleia – com o próprio Marconi – em plenário e ouviu o que não queria: o governador revelou a quem interessar possa que Nelto frequenta o Palácio das Esmeraldas às escondidas para pedir favores.

Na última quarta, o embate foi com a jornalista Fabiana Pulcineli, que fez críticas recentes à oposição. Ele disse que Fabiana “mudou de lado” (pois é, o blog também não entendeu o que isso quis dizer) e que faz parte de uma imprensa marrom, que se vende para o governo.

A resposta de Fabiana foi um tapa na cara: “conheço vocês de perto há 18 anos”.

Não é fácil ser José Nelto.