CEI da Saúde dá nova chance para Mrué antes de pedir prisão

A Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Câmara Municipal que investiga suspeitas de irregularidade na Saúde de Goiânia decidiu dar uma nova – e última – chance para secretária de Saúde da Capital, Fátima Mrué, que prometeu prover a CEI de todas informações necessárias para realização de diligências, apesar de ela ter dito que não faria isso. 

Diante da promessa de Mrué de mudar seu comportamento, a Câmara rejeitou temporariamente o pedido de prisão preventiva contra a secretária. O pedido havia sido formalizado pelo relator da CEI, Elias Vaz (PSB), que argumentou que a prisão era necessária porque Mrué declarou, em documento endereçado à Comissão, que tinha a intenção de obstruir investigações. 

A vereadora Dra. Cristina (PSDB) ressaltou que o prazo para atender os requerimentos é de 10 dias.