Djalma vai ao MP denunciar contrato da Câmara com agência de viagens

Leia release distribuído nesta terça-feira pela assessoria de imprensa do vereador Djalma Araújo (PT):

O vereador Djalma Araújo (PT) irá entrar com representação nesta terça-feira, às 16 horas, na Promotoria do Patrimônio Público do Ministério Público do Estado contra a contratação de agência de viagens, por parte da presidência da Câmara, para prestação de serviços aéreos no valor de R$ 150 mil para os vereadores.

Djalma afirma que na gestão do presidente Iram Saraiva (PMDB), quando fazia parte da mesa diretora como primeiro secretário, o benefício foi extinto de vez, por considerar que é imoral. “Pode ser legal, mas é imoral. Acredito que o legislativo deve estar nos bairros, próximo à população. Conhecer a realidade local. A Câmara está retroagindo como nunca,” pontua.

Para Djalma, este valor citado é apenas para passagens. “E as diárias? Refeições? Passeios? Quem garante que não será bancado com o dinheiro do povo.” O petista ainda faz questão de lembrar que o caso das passagens áreas já foi notícia por várias vezes como esquema para corrupção.

“Escândalos com diárias e passagens são bem conhecidos neste país. Mais um ato que considero abuso por parte do legislativo goianiense” e desabafa: “a Câmara deve dar exemplo e não tomar medidas que mostra abuso com o dinheiro público”.