Leréia: Caiado é fundador de movimento voltado ao atraso e com visão escravagista

O secretário de Articulação Política do governo de Goiás, Carlos Alberto Leréia, alertou para um passado sombrio e não muito distante do senador Ronaldo Caiado (DEM), candidato a governador de Goiás. Segundo Leréia, Caiado, que tem forte ligação com o setor ruralista, é o criador de um movimento “voltado ao atraso e com visão escravagista”, a União Democrática Ruralista (UDR).

“A UDR, quando foi criada, veio para ser contra o trabalhador rural, veio ser contra quem buscava um pedaço de terra para sobreviver”, afirmou o secretário, sobre o movimento que foi fundado pelo senador Ronaldo Caiado na década de 1980. Considerado de caráter fascista, o movimento foi responsável por um grande número de assassinatos no campo, perseguição e massacre de sem terras em diversas regiões do País.

“O Ronaldo foi o condutor disso”, disse Leréia.

“A história dos Caiado em Goiás é uma história muito voltada para a truculência, intolerância e ele é o herdeiro disso”, lembrou Leréia.

De 1985 a 1989, período de maior atividade da UDR, ocorreram 640 mortes, devido ao incentivo que a entidade dava à criação de milícias contra camponeses e sem-terra.

Compartilhe