Expedida ordem de prisão contra Marconi. Defesa pedirá habeas corpus

A Justiça Federal expediu mandado de prisão contra o ex-governador Marconi Perillo (PSDB), investigado no âmbito da operação Cash Delivery. A defesa diz que não há fatos novos que justifiquem a prisão e, por isso, já prepara pedido de habeas corpus. 

O mandado de prisão, assinado pelo juiz Rafael Ângelo Islon, chegou no momento em que Marconi prestava depoimento. 

A defesa lembra que o Tribunal Regional Federal da 1a. Região já concedeu liminares para soltar três pessoas envolvidas na mesma investigação. O advogado que representa o ex-governador é Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay.

Compartilhe