Projeto da nova sede da Assembleia selecionado pelo Prêmio CREA-GO de Meio Ambiente

Classificado como moderno e sustentável pelo presidente da Assembleia Legislativa, José Vitti (PSDB), o projeto da nova Casa de Leis foi selecionado em concurso promovido pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Goiás (Crea Goiás) de Meio Ambiente. Ele concorre com mais 14 iniciativas na categoria Inovação Tecnológica. A premiação destaca e reconhece projetos de diversos setores da sociedade planejados em boas práticas ambientais. O resultado final será anunciado dia 22 de novembro.

Os jardins, as torneiras de limpeza e o lava a jato da nova sede da Assembleia serão alimentados por água da chuva. Umidade do ar convertida em água pelos aparelhos de ar-condicionado também será coletada e reutilizada na higienização da Casa. O que os dois reservatórios com capacidade de 380 mil litros não conseguirem armazenar, será encaminhado por estruturas de infiltração e recarga ao lençol freático. Além da economia de recursos, a iniciativa preza pela preservação do meio ambiente ao utilizar os recursos naturais de forma responsável.

Com a nova sede, em fase de licitação, a Assembleia deixará de funcionar no Palácio Alfredo Nasser, localizado ao lado do Bosque dos Buritis, cuja área será devolvida à Prefeitura de Goiânia para ser agregada ao patrimônio ambiental da cidade. O Legislativo goiano será instalado em prédio que será construída no Park Lozandes, na região Leste de Goiânia. O imóvel, de 44 mil metros quadrados de área total, estrutura mais compatível com a atual demanda do Poder Legislativo.