Fim do jornalismo: jornalista do Popular faz matéria que não traz informação alguma

A jornalista Fabiana Pulcineli decretou a morte do jornalismo, como é conhecido até hoje, na edição deste domingo de O Popular. Ela escreveu uma reportagem que não traz informações ao leitor. É a “não matéria”.

Com o título “Sem pistas sobre o secretariado de Caiado”, o texto é um monumento à preguiça e à incompetência do jornalismo atual. Fabiana faz uma reportagem de laboratório sobre a formação da equipe do governador eleito Ronaldo Caiado.

Não apurou nada, quando todos sabem que é intenso o burburinho sobre o assunto nos bastidores da política. É impossível uma jornalista do gabarito de Fabiana não ter uma especulação sequer de um nome.

É o fim! O leitor não pode ser enganado com um texto mequetrefe deste. Afinal, ele compra o jornal na banca ou por assinatura.

Coitado do leitor de O Popular.