Mala preta não venceu: Câmara elege Romário Policarpo contra as articulações obscuras

A Câmara de Goiânia foi assombrada pela mala preta nos dias que antecederam as eleições para a mesa diretora da Casa. Felizmente, as tentativas de assédio não deram em nada e, contra ingerências e saídas escusas, 70% dos vereadores elegeram o vereador Romário Policarpo (PROS) para a presidência, por 24 votos a 11 contra Andrey Azeredo (MDB).

Nos cinco dias que antecederam às eleições, a Câmara de Goiânia foi alvo de todo tipo de ingerência. O prefeito Iris Rezende (MDB), o senador em fim de mandato Wilder Morais (DEM), o ex-deputado estadual Samuel Belchior (MDB) e a banda podre do setor imobiliário rondaram a Casa para tentar, sem sucesso, tirar a eleição do Grupo dos 24.