Comissão mostra que gestão de Iris desperdiçou R$ 906 milhões com 116 obras paradas

Os números finais da CEI das Obras Paradas, na Câmara Municipal, são assustadores e mostram que a gestão de Iris Rezende (MDB) vem sendo negligente na administração de recursos para obras. A CEI, que iniciou os trabalhos em abril, investigando 40 obras, encerrou o relatório com 116 obras paradas, canceladas ou não iniciadas, um prejuízo de R$ 906 milhões aos cofres municipais.

Entre as obras canceladas, estão 47 Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs), com a devolução de mais de R$ 60 mil à União. “Se fossem construídos esses CMEIs, teríamos mais 7 mil vagas em Goiânia, o que zeraria o déficit. É uma irresponsabilidade da Prefeitura com o dinheiro público”, destacou o vereador Delegado Eduardo Prado.