Caiado fica com cara de tacho na GloboNews: relação de Estados que gastam acima do permitido com pessoal, apresentado pela emissora, não traz Goiás

O governador Ronaldo Caiado (DEM) ficou com cara de tacho durante a entrevista que concedeu ao programa Globo News Política ao lado dos governadores Eduardo Leite (RS) e Renato Casagrande (ES). A situação fiscal dos Estados, apresentada pela emissora com base em dados da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), mostrou que Goiás não está entre as unidades da federação com as contas públicas deterioradas.

A relação de Estados que mais comprometem suas receitas com pagamento da folha, por exemplo, apresentada durante o programa, não listou Goiás. Ao exibir os números, o apresentador, o preparado jornalista de política Gerson Camarotti, ponderou que as 12 unidades da federação listadas gastavam mais do que o permitido com pessoal pela de Responsabilidade Lei Fiscal (LRF) – 60% é o teto. A gestão goiana não apareceu na lista.

É mais uma prova de que o caos fiscal repetido diariamente por Caiado não passa de fake news. Durante o programa, o governador Eduardo Leite (PSDB) lembrou que o Rio Grande do Sul está nada mais nada menos do que há um ano tentando aderir, sem sucesso, ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF). Outro passa-fora em cadeia nacional em Caiado, que persiste em decretar a intervenção federal mesmo diante da posição contrária do universo de especialistas em contas públicas.

Dia após dia, o calote anunciado por Caiado nos salários de dezembro é novamente desmascarado pelos números reais – que não são confortáveis, mas tampouco são catastróficos – da situação fiscal herdada pelo governador.