Calote: no 1º encontro com comitiva do Ministério da Economia, Caiado diz que não sabe quando pagará dezembro

Enquanto 47 associações e sindicatos se reuniam em assembleia geral para rejeitar o parcelamento dos salários de dezembro e exigir o cumprimento do cronograma da folha do funcionalismo, o governador Ronaldo Caiado (DEM) afirmava, na primeira reunião com o Ministério da Fazenda para tratar do Regime de Recuperação Fiscal (RRF) que não sabe quando nem como pagará os vencimentos atrasados.

“Estou trabalhando junto com toda minha equipe e ao governo federal para buscar uma alternativa. Eu não posso adiantar algo que eu não tenho condição de dizer a data, o dia e como”, afirmou. À comitiva do Ministério da Fazenda, Caiado, acompanhado da supersecretária carioca Cristiane Schmidt, repetiu o festival cansativo de fake news sobre a situação fiscal do Estado.

O semblante de Schmidt era de alívio: é esperança que o governo federal assuma a gestão das contas do Estado, já que ela não tem a menor ideia do que está fazendo – mesmo que para isso Goiás tenha de viver dias de penúria, com desvalorização de servidores, suspensão dos investimentos corte da dívida, redução dos incentivos e desemprego.