Em Luziânia, professores suspendem retorno às aulas, se vestem de preto e fazem passeata contra calote de dezembro

Professores de escolas estaduais de Luziânia suspenderam nesta segunda-feira (21) o retorno às aulas do início do ano letivo de 2019 em resposta ao calote do governador Ronaldo Caiado (DEM) nos salários de dezembro. Eles se vestiram de preto e fizeram passeata pelas ruas da cidade para protestar contra o atraso e esclarecer para a população os motivos da greve.

Ao menos duas escolas estaduais de Luziânia iniciaram o ano letivo sem aulas: o Colégio Estadual Vasco dos Reis Gonçalves (Ceplos) e o Colégio Estadual Vasco dos Reis Gonçalves. Os professores do Ceplos realizaram uma manifestação em frente à unidade para exigir o pagamento imediato de dezembro. Em seguida, os servidores das duas escolas saíram em passeata, vestidos de preto.