Cileide Alves, sobre gestão Caiado (resumo): Governador já desgasta seu capital político, está disperso em várias crises e comprou briga sem sentido com os servidores

A análise da jornalista Cileide Alves, da rádio Sagres 730, sobre o primeiro mês do governo Ronaldo Caiado (DEM) traz três assertivas importantes, que merecem ser destacadas.

1 – Em que pese a determinação de Caiado em desconstruir a imagem de bom gestor de seu arquirrival Marconi Perillo (PSDB), a briga com os servidores por conta da folha de dezembro “não faz sentido e é desnecessária”.

2 – Caiado desgasta precocemente o grande capital político conquistado com a vitória no primeiro turno, com quase 60% dos votos válidos. Poderia usá-lo para promover uma agenda positiva e fazer uma concertação com servidores e sociedade para avançar, mas faz o contrário.

3 – O governador está disperso – um eufemismo para perdido – em muitas frentes de batalha e corre o risco de ser derrotado em todas elas e perder a guerra, ou seja, entregar, ao final de seus quatro anos, uma gestão de sucesso e bem avaliada pela população, capaz de reelegê-lo ou dar-lhe a força necessária para fazer o sucessor.

4 – Caiado começou muito mal: brigou com os servidores, não consegue eleger prioridades e está perdendo o mando de campo.