Onda de revolta: coordenadores de outro colégio estadual de Aparecida deixam a função

A onda de revolta na Educação estadual só cresce. Hoje, mais coordenadores desistiram da função devido ao corte de benefícios promovido pelo governo de Caiado. Na quinta-feira, coordenadores do Colégio Dom Pedro 1 já haviam tomado esta decisão. Agora foi a vez dos servidores do Colégio Estadual Severina Maria de Jesus, também de Aparecida de Goiânia.

Veja abaixo o comunicado:

Na manhã desta sexta-feira (08/02), as coordenadoras pedagógicas e de turno do Colégio Estadual Severina Maria de Jesus, situado em Aparecida de Goiânia, decidiram deixar suas funções devido às mudanças nas modulações propostas pelas diretrizes divulgadas na última semana por meio da Secretaria Estadual de Educação. As mudanças implicam em um aumento na jornada de trabalho e diminuição salarial.

Nossa escola tinha um total de 6 coordenadoras, sendo 3 pedagógicas e 3 de turno. Apesar de tudo, a gestão está se esforçando no sentido de manter o funcionamento integral nos três turnos em que a escola tem atendimento à comunidade escolar para minimizar os prejuízos já causados.