Primos nomeados, calote de dezembro, redução de salário. Caiado ignora protestos e parece não ouvir os gritos da sociedade e dos servidores

O governador Ronaldo Caiado está sempre sorridente, confiante e convicto de que está fazendo um ótimo governo. Mas, o fato é que seu início no comando da administração estadual decepciona muito. Eleito sob a bandeira da moralidade, Caiado rasgou a mesma ao nomear dois primos de primeiro grau em cargos importantes da Agetop. O calote de dezembro continua deixando marcas profundas no funcionalismo; tem professor estadual passando fome e outro que limpa lotes para pagar as contas. Não bastasse o atraso no pagamento do salário, Caiado quer respaldo do STF para reduzir em até 25% os salários dos servidores.

Estudantes, professores, servidores em geral estão nas ruas, nas redes sociais, protestante e gritando contra as medidas polêmicas e malucas de Caiado. Ele parece não ouvir as reclamações. Segue de ouvidos tapados para os anseios da sociedade. Coloca o sorrisão na cara e segue governando.