Nova Câmara: biometria proposta por Policarpo é ferramenta do fortalecimento do Legislativo e do cidadão

A proposta do novo presidente da Câmara, Romário Policarpo (PROS), de instituir o ponto biométrico para aferir a frequência dos vereadores em plenário representa um enorme ganho para o Legislativo, maior ainda para a população. É o que há de mais moderno em termos de compromisso com a transparência e com o cidadão.

O plenário do Legislativo da capital, composto por 35 vereadores, parece disposto a apoiar, em sua maioria, a proposta inovadora de Policarpo. É provável que haja resistências de um outro vereador, a exemplo do que vem ocorrendo com a reestruturação administrativa, mas o grupo que elegeu o presidente deve votar coeso em torno da medida de transparência.