Em Formosa, promotores investigam obra que custou 500 mil e nunca foi realizada na prefeitura na época de Roller

Segundo o Correio Braziliense, “promotores investigam uma obra de asfaltamento em ruas da avenida central do município, a 84,7km da capital federal. O trabalho custou R$ 500 mil e, não foi realizado, embora exista um laudo técnico na prefeitura atestando a qualidade do serviço e um pagamento para a empresa Multi-X Construtora.

Os suspeitos da fraude são o ex-secretário de Obras, Jorge Saad Neto e o ex-secretário municipal de finanças, Luis Gustavo Nunes de Araújo, que vivem, atualmente, em Goiânia. Os dois deixaram os cargos para acompanhar o ex-prefeito do município, Ernesto Roller, que renunciou ao Executivo municipal para assumir como secretário de Governo do governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), mas pediram afastamento após a deflagração da operação. O terceiro investigado é o empresário André Luiz Gontijo de Souza, proprietário da Multi-X”.