Rio Verde mergulha em crise financeira e moradores perdem paciência com o prefeito Paulo do Vale

Com a cidade de Rio Verde mergulhada em grave crise financeira, o prefeito Paulo do Vale vê sua popularidade despencar e passa a receber cobranças severas da população.

Um dos municípios mais ricos de Goiás, Rio Verde apareceu em segundo lugar no ranking das piores gestões financeiras em 2018 divulgado pelo Tribunal de Contas dos Municípios e publicado pelo jornal O Popular, com um rombo de quase 60 milhões reais no caixa da prefeitura.

De acordo com o TCM, o descontrole financeiro das prefeituras que estão no vermelho decorre da má gestão e irresponsabilidade fiscal. No caso de Rio Verde, o quadro se agrava com a falta de planejamento que marca a administração do prefeito Paulo do Vale, que não consegue dar o mínimo de respostas positivas às demandas da cidade.

Moradores do Jardim Floresta, por exemplo, protestam contra o prefeito e denunciam que tudo é negado a eles – água tratada, escola, posto de saúde, rede de esgoto, transporte público, energia elétrica, praças, creche e policiamento.

A pergunta que não quer calar na cidade está estampada na faixa do protesto dos moradores: “E agora dr. Paulo do Vale?”