Amauri conta que foi chamado de “caloteiro” quando era prefeito. Isto explica afinidade com Caiado

O deputado estadual Amauri Ribeiro (PRP) acaba de contar, nesta quarta-feira, na tribuna da Assembleia, que quando era prefeito de Piracanjuba ele foi chamado de “caloteiro” porque não pagou o salário de dezembro do ano anterior à sua posse – tal qual faz o governador Ronaldo Caiado (DEM) agora, para desgastar o antecessor.

Esta vocação para o calote deve explicar a afinidade de Amauri com Caiado.