Vice-presidente do Sindilabs, Antônio César afirma que Iris “institucionaliza calote” com imposição de parcelamento e desconto de dívidas

A proposta do prefeito Iris Rezende (MDB) de impor parcelamento e desconto para dívidas já empenhadas com fornecedores “é um calote institucionalizado”, disse nesta quinta-feira (28/1), na Câmara de Goiânia, o vice-presidente do  SindiLabs-Goiás (Sindicato dos Laboratórios de Análises e Bancos de Sangue do Estado de Goiás), Antônio César Teixeira. O projeto de lei está tramitando na Casa.

“Prefeitura apropriou-se de recursos oriundos das contribuições mensais dos servidores e coparticipações, no caso do Imas, e de recursos federais, em relação ao débito da Secretaria Municipal de Saúde, para agora tentar emplacar um desconto de 30% e parcelamento de 24 meses com a categoria”, afirmou o vice-presidente do SindiLabs, em pronunciamento na Tribuna Livre da Câmara.

O presidente da Câmara de Goiânia, vereador Romário Policarpo (PROS) defendeu nesta quinta-feira (28) “debate amplo e profundo” em torno do projeto de lei encaminhado pelo prefeito Iris Rezende (MDB) para apreciação do Legislativo que propõe parcelamento das dívidas com fornecedores em 24 meses e desconto de 30% sobre o valor original dos serviços prestados.