Assembleia tenta retirar da Enel benefícios fiscais que são válidos até 2045

Deputados ligados ao governador Ronaldo Caiado (DEM) tentam cancelar o termo do contrato de privatização da Celg que previa concessão de benefícios fiscais à Enel válidos até 2045. Esta encenação faz parte do esforço palaciano para disseminar a tese de que o governo anterior entregou o patrimônio público a preço de banana. Todos sabem, apesar da gritaria, que mexer neste contrato depois que ele foi assinado é impossível.