Leitor pergunta pelo zap do G24H: “Qual é o valor, do DOCENTE para esse desgoverno Caiado? Ele não teve professor?”

Veja mensagem recebida pelo G24H:

“Qual é o  valor  do DOCENTE para esse desgoverno Caiado?  Sou professor da rede estadual em Luziânia há mais de 23 anos.  Já enfrentamos muitas dificuldade, descaso, e até mesmo abandono por parte do poder público, mas não igual ao que estamos enfrentando agora. Somos formadores de novos conhecimentos. Mas estamos sendo tratado com descaso e sem credibilidade. Perdemos a moral como servidores estaduais. Nós não somos mais ninguém. Temos a exigência de  formação superior, mestrado e doutorado, e outras qualificações pra exercer o magistério. Pergunto ao senhor excelentíssimo governador Caiado se ele tem formação médica, feita por correspondência, se ele não teve um professor para instruir. Somos Estado com repercussão nacional pelo IDEB, mas no instante em que lutamos por  dezembro trabalhado, não somos tratados com respeito, dignidade. Não temos nem mesmo nossa remuneração assegurada por lei.  E vai além:  coloca uma profissional despreocupada com a realidade vivenciada por nós, que não conhece a realidade educacional de Goiás, à frente na coordenação sem perspectiva de melhora. Pelo contrário, vem desmontar o que levamos anos para construir.  Não temos políticas públicas efetiva pra nada. O Estado está demorronando em diversas áreas sem a devida atenção e atuação do governador Caiado.”