Vereador Tayrone: “Tenho que prestar conta dos meus votos apenas à Deus”

Os debates na Câmara de Goiânia andam acalorados e nesta quarta o bicho pegou de novo. O esquenta se deu em cima do projeto de lei do vereador Paulo Magalhães que quer instituir o ponto eletrônico para os vereadores.

A líder do prefeito na Câmara, Célia Valadão, ficou nervosa ao ser pressionada pelos colegas. E disse que foi, sim, orientada a votar contra o projeto – ela e a bancada de situação.

Vários vereadores falaram depois sobre a questão do voto e a consciência de cada um. Ao comentar o assunto, o vereador Tayrone Di Martino (PT), que é aliado do prefeito, disse que tem que prestar conta dos seus votos na Câmara apenas à Deus.

Então tá.