Postagem nas redes sociais diz que novo uniforme dos servidores do socioeducativo é roupa de palhaço

Mais uma vez o secretário de Desenvolvimento Social, Marcos Cabral, e o governador Caiado mostram seu descaso e falta de respeito com o sistema socioeducativo, fazendo os servidores de palhaço. Já não bastassem todas as dificuldades enfrentadas no dia-a-dia de nossa função, ainda temos que sofrer com as dificuldades financeiras provenientes do não pagamento dos salários de dezembro, incluindo 13° e férias.
E nesta semana, nós servidores do socioeducativo, levamos mais um tapa na cara desta “nova” gestão ao priorizar o pagamento de todos os membros da segurança pública e deixar de fora o sistema socioeducativo.
Lembrando que apostamos neste governo na promessa de mudanças e até o presente momento o secretário só tem mostrado desprezo pela categoria.
Não dá mais. Não é possível esperar mais. O sistema está em colapso, servidores estão correndo risco de vida nas unidades, 9 anos sem concurso público, servidores estão sobrecarregados, literalmente adoecendo.
Socioeducativo de Goiás é sinônimo de tragédias. O Estado em que mais morre adolescentes dentro da unidades. Servidores são constantemente ameaçados e agredidos. Esta nova gestão só vive de aparências desfilando e tirando fotos,
enquanto isso nas unidades não se tem nem combustível nos veículos. Não temos EPI. Não se tem iluminação, unidade caindo aos pedaços, insalubres, adolescente amontoados nas celas. O secretário  e o governo Caiado não têm o mínimo de compaixão com seus  servidores.

Vamos mostrar a força do sistema socioeducativo e a importância dos servidores. Se nós pararmos,  a cadeia virá.
A paciência acabou, secretário, não vamos mais esperar sua boa vontade.