Muy amigo: Caiado atira para o colo de Iris a responsabilidade pelas mortes de crianças à espera de UTI

Na tentativa de se desvencilhar da responsabilidade pelo caos em que se transformou a saúde estadual desde que assumiu o mandato, em 1.º de janeiro, o governador Ronaldo Caiado (DEM) ordenou que seu secretário de Saúde, Ismael Alexandrino, atire sobre o prefeito Iris Rezende (MDB) a culpa pelas mortes de crianças à espera de UTI em Goiânia em Trindade.

Nas respostas à imprensa, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) tem dito que a crise no Hospital Materno-Infantil é resultado da superlotação e das condições precárias de atendimento no Complexo Regulador de Goiânia. Vale lembrar que o Sistema Único de Saúde (SUS), como define sua própria nomenclatura, é de responsabilidade compartilha entre a União, os Estados e os municípios.