Ajuda federal esbarra de novo nas fake news de Caiado: déficit do Estado é de R$ 1,3 bilhão. Qualquer diferença acima disso é puro falatório

O falatório do governador Ronaldo Caiado (DEM) está atrapalhando de novo os planos da Secretaria da Economia de conseguir a tal ajuda federal para pagar as contas. As fake news caiadistas sobre a situação fiscal vêm irritando os técnicos da pasta e também a equipe da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), que não tem como justificar para os outros governadores a equiparação da situação fiscal de Goiás com a de Minas Gerais e o Rio de Janeiro.

A numerologia do déficit fiscal – diferença entre o que o Estado arrecada e gasta em um exercício anual – é a que mais incomoda os auxiliares da supersecretária Cristiane Schmidt e do chefe da STN, Mansueto Almeida.

Em Goiás e em Brasília, os técnicos já concluíram que o déficit anual consolidado de 2018 foi de R$ 1,3 bilhão, não mais do que isso. O saldo negativo é tão somente resultado do desembolso que o Tesouro Estadual vem fazendo para cobrir o rombo da Previdência.

A própria Schmidt disse isso com todas as letras, na semana passada, em entrevista à CBN Goiânia.