“1º de Maio é de luta”, afirma presidente da CUT em Goiás

1º de Maio será marcado por manifestações da classe trabalhadora em Goiânia e demais capitais do Brasil. As centrais sindicais buscam como foco reafirmarem que não aceitam a Reforma da Previdência. Além disso, é exigido a geração de mais empregos e pedem a mobilização para uma Greve Geral.

 

De acordo com a Central Única dos Trabalhadores (CUT), todas as entidades sindicais estão unidas nesse evento de manifestação.

 

O presidente da CUT em Goiás, Mauro Rubem, destaca que esse 1º de Maio é de suma importância para todos os trabalhadores, principalmente para reforçar a luta contra a Reforma da Previdência. “Não temos o que comemorar, estamos enfrentando o pior 1º de Maio, da retirada de direitos. Só vemos uma agenda negativa, a Reforma Trabalhista foi um golpe ao trabalhador e esse cenário está se agravando”.