Universidades públicas devem parar no próximo dia 15 contra Bolsonaro

Entidades ligadas a professores, a estudantes e a servidores das universidades públicas estão preparando uma grande mobilização para o próximo dia 15 de maio contra a gestão educacional do governo Jair Bolsonaro, que tem como ministro da Educação, Abraham Weintrab. A revolta de profissionais ligados à educação aumento nesta semana, após o titular da pasta nunciar um corte de verba em 30% das universidades federais da Bahia (UFBA), e Fluminense (UFF), além da UnB, alegando baixo desempenho e “balbúrdias” provocadas, de acordo com ele, por manifestações partidárias.(Brasil 247)