Mais tapeação: Caiado agora diz que não haverá cobrança de Ipasgo, Detran e Saneago por conta de atraso nos salários. Quem vai pagar a conta?

O governador Ronaldo Caiado (DEM) continua tentando tapear o servidor público sem salário. A novidade desta noite é o anúncio da suspensão, para os funcionários públicos, da cobrança de contas e taxas do Detran, Ipasgo e Saneago. A informação foi divulgada pela jornalista Fabiana Pulcineli, em seu Twitter.

Bate-cabeça no governo: Caiado desautoriza supersecretária sobre plano B

A onda de críticas nas redes sociais e a sucessão de crises que assola o governo estadual é agravada pela bateção de cabeça entre o governador Ronaldo Caiado (DEM) e seus auxiliares. Caiado e a supersecretária da Fazenda, Cristiane Schmidt, deram declarações contraditórias sobre a adesão do Estado ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF) e o governador acabou desautorizando sua funcionária.

Na Sagres 730, advogado desmonta discurso fake de Caiado: “Qualquer servidor empenha a folha em 10 minutos”

O governador Ronaldo Caiado vem afirmando que não pode pagar o salário de dezembro porque a administração anterior não fez o chamado “empenho” da folha. Não é o que pensa o advogado Aurelino Ivo Dias, especialista em direito administrativo, constitucional e eleitoral. “O pior servidor do Estado gasta 10 minutos para empenhar uma folha”, afirmou em entrevista à Sagres 730 nesta quinta-feira (10).

Fabiana Pulcineli ironiza “medida emergencial” de Caiado para que prefeitos peçam fiado para servidores sem salários

A jornalista Fabiana Pulcineli, do jornal O Popular, reagiu com um bordão do apresentador e dono do SBT Sílvio Santos ao pedido do governador Ronaldo Caiado (DEM) para que os prefeitos peçam abertura de fiado no comércio para os servidores estaduais como “medida emergencial” ao calote nos salários de dezembro. “Ma oe?!”, questiona Fabiana, depois de reproduzir trecho do release oficial feito pela assessoria de Caiado com a declaração do governador, feita nesta manhã em Jataí.

Governo Caiado paga tubarões e deixa servidores humildes sem o salário de dezembro

A Secretaria da Fazenda informou, em nota, que nesta quinta-feira (10) serão liberadas as folhas salariais de dezembro do Tribunal de Justiça, Ministério Público, Tribunal de Contas do Estado (TCE), Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), Assembleia Legislativa, Defensoria Estadual e Secretaria da Saúde. O total a ser liberado é de R$ 255 milhões e os servidores já recebem os vencimentos em suas contas bancárias ainda hoje.

Vaidade excessiva: Caiado troca trabalho para resolver pagamento de dezembro por tour de entrevistas na mídia nacional

Os esforços para evitar o calote no pagamento da folha de dezembro dos servidores públicos estaduais, ao que parece, não estão na lista de ações prioritárias de Ronaldo Caiado. O governador gastou quase toda a manhã num tour de entrevistas a veículos da mídia nacional, ao menos a GloboNews e o jornal Valor Econômico.

Caiado faz espetáculo de falácias para justificar paralisia e despreparo na condução governo; dados da STN o desmentem

A numerologia de Caiado, no entanto, é flagrantemente desmontada pelos dados contábeis da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), amplamente divulgados pela imprensa. As informações reais mais importantes constam, por exemplo, de extensa reportagem da edição do jornal Valor Econômico de 30 de dezembro de 2018. Nela, Goiás aparece no grupo de Estados com a melhor situação fiscal do país no ano passado.

Caiado e Marcela terminam transmissão às gargalhadas: rindo de quê depois do festival de más notícias?

Ronaldo Caiado (DEM) e Marcela Freitas, a mediadora do monólogo que o governador fez na internet nesta terça-feira, encerraram a transmissão ao vivo às gargalhadas. Resta saber do quê estavam rindo porque nos 53 minutos em que esteve no ar, Caiado protagonizou um festival de más notícias, só reclamou do ofício de estar no cargo e atacou a oposição.

Em entrevista de 25 minutos à GloboNews, Caiado só fala do passado e não anuncia uma medida sequer para o futuro

Ronaldo Caiado continua preso ao discurso eleitoral de palanque e não consegue enxergar que o eleitor o escolheu para resolver os problemas e não ficar como inventariante do passado. Em longa entrevista de 25 minutos na GloboNews, uma oportunidade rara e ímpar para qualquer governante, ele gastou todo o precioso tempo para relatar uma suposta situação de caos que estaria vivendo o Estado.