OAB-GO gasta fortuna com publicidade em página dupla no Popular

Em contradição com o discurso de equilíbrio e de austeridade financeira praticado pelo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em Goiás (OAB-GO), Lúcio Flávio Paiva, a OAB gastou uma fortuna para publicar publicidade em página dupla no jornal O Popular desta terça-feira. 

Eleição na OAB-GO: oposição caminha para ter mais uma chapa

Os advogados Alexandre Ramos Caiado e Alexandre Pimentel estão à frente de um grupo que pretende lançar mais uma chapa de oposição na eleição para presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em Goiás (OAB-GO). Se o projeto vingar, cai por terra a ambição do candidato Pedro Paulo Guerra de Medeiros de reunir todas as frentes de oposição debaixo do seu guarda-chuva. 

Nova TBC noticiou em 1ª mão que vice-presidente da OAB-GO foi baleado

O vice-presidente da OAB-GO e presidente do Country Club de Goiânia, O advogado Thales José Jayme foi baleado na manhã deste sábado (9) em Pirenópolis, na sua fazenda. A nova TV Brasil Central (TBC) noticiou em primeira mão durante a programação com uma entrada ao vivo do apresentador Túlio Isac Filho.

Eleição OAB-Goiás: pouca movimentação de Lúcio Flávio preocupa aliados

Os aliados do presidente da OAB-Goiás, Lúcio Flávio, estão preocupados. Tudo porque avaliam que Lúcio está se movimentando pouco para a eleição deste ano. Desde o ano passado, o atual presidente tem evitado falar se vai mesmo disputar a reeleição, mas dentro de seu grupo não existe outro nome. Esta é a verdade! Lúcio é praticamente obrigado a ser candidato.

Vitti discute com Pedro Paulo Medeiros piso de advogados

Vitti, que também é advogado, discutiu com os profissionais do Direito assuntos atinentes à advocacia goiana, como o projeto que será apresentado no Legislativo que trata do piso salarial dos advogados privados.

Após breve reação, Lúcio Flávio acomoda e OAB cai no marasmo

Durou pouco a reação do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em Goiás (OAB-GO) para movimentar a entidade e reposicioná-la no noticiário. Depois de ações pontuais relacionadas ao sistema prisional do Estado e ao caos na rede municipal de saúde (cujo estudo jamais veio a público), o presidente Lúcio Flávio Paiva acomodou-se outra vez.

Conselho Federal da OAB analisa intervenção em Goiás

O vice-presidente do Tribunal de Ética de Disciplina (TED) da seccional goiana da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-GO), Helvécio Costa de Oliveira, solicitou ao presidente do Conselho Federal, Cláudio Lamachia, intervenção na seccional, suspensão de reuniões do Conselho Pleno com número superior a 43 votantes e a anulação dos procedimentos e processos administrativos e éticos deliberados e julgados por “quórum irregular”, além de procedimento ético-disciplinar contra os membros da diretoria da seccional.

Conselho Federal rejeita por unanimidade contas de Tibúrcio na OAB

A Terceira Câmara do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) rejeitou por unanimidade nesta segunda-feira (16 de abril) as contas da Seccional Goiana durante os exercícios de 2012, 2013 e 2014 – período sob o comando do ex-presidente Henrique Tibúrcio, do Grupo OAB Forte. Está é a primeira vez que as contas da OAB-GO são rejeitadas pelo CFOAB.

OAB-GO: disputa já tem 4 candidatos e divisões na oposição

O advogado Márcio Messias lançou-se pré-candidato à presidência da OAB-GO na disputa de novembro deste ano. Ele rompeu com o pré-candidato Ronivan Peixoto, atual presidente da subseção de Anápolis, que já havia rompido com o ex-presidente Enil Filho em dezembro último.

No Jornal Opção, Enil detona Lúcio Flávio: “Faz gestão pífia na OAB Goiás”

O ex-presidente da OAB-Goiás Enil Henrique deu entrevista bombástica ao Jornal Opção. Claro que o alvo principal dele é o atual presidente Lúcio Flávio de Paiva. Para Enil, Lúcio é um professor de talento, mas que nunca teve contato com a advocacia e nem sabe de gestão. O resultado dessa mistura, diz Enil, é uma gestão pífia à frente da Ordem. 

No Popular: oposição critica OAB-GO e pede informação sobre programa de anuidade

A oposição está de olho nas ações da atual gestão da OAB-Goiás. É o que mostra a coluna Direito e Justiça, do jornal O Popular. O advogado Bruno Pena, que já foi do atual grupo, mas hoje é oposição, protocolou requerimento solicitando cópia da proposta orçamentária do programa Anuidade Vai e Volta, que promete devolver 100% da anuidade em serviços da Casag e da Esa.

Em meio à guerra do IPTU, oposição na OAB faz visita a Iris

O pré-candidato a presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – seção Goiás (OAB-GO), Pedro Paulo de Medeiros, fez nesta sexta-feira (23), na companhia do conselheiro federal e neoaliado Leon Deniz, uma visita ao prefeito Iris Rezende (MDB) no Paço Municipal. O encontro aconteceu quatro dias após a seccional goiana ajuizar no Tribunal de Justiça uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) questionando a cobrança diferenciada de IPTU para mais de 125 mil proprietários de imóveis em Goiânia.

Veja melhores momentos da entrevista de Lúcio Flávio à nova TBC

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em Goiás (OAB-GO), Lúcio Flávio Paiva, deu uma excelente entrevista ao programa Roda Viva, da nova TBC, na noite desta terça-feira. Afastada do oficialismo que marcou o jornalismo da emissora no passado, a bancada de jornalistas – formada por Valéria Carvalho, Enzo de Lisita e Karine Pinheiro – apertou o presidente e abordou todos os assuntos delicados que estão na pauta da OAB.

“OAB em Goiás não tem lado. Nossa ideologia é a Constituição”, diz presidente

Em entrevista ao programa Roda Viva, da nova TBC, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Goiás, Lúcio Flávio Paiva, tocou em um assunto delicado e que muito preocupou a categoria nos últimos anos: a ligação da entidade com grupos políticos do Estado – mais especificamente, do governo. 

Lúcio Flávio: aumento do IPTU em Goiânia fere isonomia e segurança jurídica

Em entrevista ao programa Roda Viva, da TBC, na noite desta terça-feira, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em Goiás (OAB-GO), Lúcio Flávio de Paiva, disse que insistiu na Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) contra o aumento do IPTU em Goiânia por considerar que o reajuste fere a isonomia entre os contribuintes e gera insegurança jurídica.