Daniel Vilela aparece nas pílulas da TV de forma insípida, sem tesão e pasteurizado, como um robôzinho

As pílulas de Daniel Vilela na TV, se analisadas com atenção e cuidado, revelam um candidato insípido, sem emoção e tesão, pasteurizado e atuando como um robôzinho.

Lê o texto sem garra e não mostra convicção. Falta um punch.

Se continuar assim e não passar por um bom media training, Daniel vai ter dificuldades para convencer o eleitor de que é a renovação.

Ah! E passando um pouco para a lado estético, Daniel também esqueceu de fazer a barba. Da próxima vez, seria legal se a assessoria arrumasse um Prestobarba mais afiado para o candidato!

Compartilhe