Em carta publicada pelo Popular, Mauro Rubem diz que houve “retrocesso inadimissível” de deputados na rejeição de Bia

A rejeição do nome e Bia do Sintego para compor o Conselho Estadual de Educação foi considerada um retrocesso pelo presidente da CUT-Goiás, ex-deputado Mauro Rubem. Indicada pelo fórum de entidades da Educação, a professora teve o nome derrubado em articulação da chama bancada cristã.