Em Aparecida, prefeito Gustavo faz o que Caiado não deu conta de fazer

O prefeito Gustavo Mendanha dá uma aula de gestão a Caiado em Aparecida. Logo mais, em  meio à crise de pediatria enfrentada em todo o estado de Goiás, a Prefeitura de Aparecida de Goiânia antecipou a inauguração da ala infantil do Hospital Municipal (HMAP). Na manhã desta quarta-feira, 8, às 8h30, o prefeito Gustavo Mendanha realizará a entrega de 10 leitos de UTI pediátrica e de 15 apartamentos, com 30 leitos de enfermaria infantil. O atendimento às crianças estava previsto para começar apenas no meio do ano. Na ocasião o prefeito e o secretário de Saúde, Alessandro Magalhães informarão à imprensa sobre o funcionamento desta nova etapa do HMAP.
 
“Na semana em que comemoramos o aniversário da nossa cidade, a população de Aparecida receberá um grande presente: os primeiros leitos de internação pediátrica do município. Se antes nossas crianças precisavam ir para outras cidades em busca de tratamento, a partir de agora, receberão assistência aqui mesmo. Estou muito feliz com isso. Nossa equipe correu contra o tempo para antecipar a entrega desse serviço e assim ajudar a salvar milhares de vidas”, afirmou o prefeito.
 
O secretário de Saúde de Aparecida, Alessandro Magalhães, explica que a antecipação foi possível graças a recursos da própria Prefeitura e do Governo Federal: “O Ministério da Saúde foi muito sensível a nossa causa e atendeu ao apelo do prefeito por repasses para custeio e aquisição de equipamentos. Esse trabalho conjunto nos permite entregar serviços de ponta e que cumpram nossa proposta de atendimento humanizado”.
 
Ala pediátrica 
Os 40 leitos entregues nesta semana serão preenchidos paulatinamente, via Central Municipal de Regulação, com o objetivo de garantir a segurança dos pacientes. Cada apartamento da ala pediátrica tem apenas dois leitos, que proporcionam mais privacidade e conforto aos usuários. Há camas para os acompanhantes, ar condicionado nos quartos e televisão. Com as paredes enfeitadas por adesivos, brinquedoteca e refeitório próprio, adaptado para o público infantil, o ambiente promove mais humanização. 
 
HMAP
Inaugurado no fim de dezembro, o HMAP é o maior do Estado, construído por uma prefeitura. A unidade tem 230 leitos, sendo 30 UTI´s, 20 leitos destinados à urgência e 180 apartamentos. Com o seu funcionamento, as filas de acesso à cirurgia no município devem ser reduzidas, bem como o tempo de espera para liberação de vaga de UTI. 
 
Quando estiver em pleno funcionamento, no local, serão realizados cerca de 1,2 mil atendimentos de urgência e emergência, mais de 900 internações, 11 mil atendimentos ambulatoriais e 25 mil exames, todos os meses. Serão oferecidas ainda cirurgia geral, pediátrica, ortopédica, cardíaca e urológica.
 
Seguindo o planejamento da unidade, o funcionamento do Hospital tem ocorrido em etapas. Com a antecipação da entrega da ala pediátrica, só faltam entrar em funcionamento a ressonância magnética; a tomografia; 60 leitos de clínica cirúrgica e oito salas cirúrgicas. Os serviços devem ser inaugurados até o fim do ano.