Ao Correio Braziliense, secretária de Caiado atribui problemas nas escolas ao “excesso de democracia”

Veja trecho de matéria publicada hoje pelo Correio Braziliense cobre o Colégio Céu Azul, em Valparaíso, onde um professor foi assassinado por um estudante. “O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), a secretária de Educação, Fátima Gavioli e o prefeito de Valparaíso, Pábio Mossoró (PSDB), compareceram à unidade de ensino para prestar homenagens a Júlio e à família dele, além de discursar. “Não brinquem achando que bandidagem vai ter vida mole no nosso governo”, bradou Caiado aos alunos e professores, visivelmente abalados. Durante a fala, o governador ressaltou que era médico, aconselhou aos alunos que estudassem e pediu para que as adolescentes tomassem cuidado com gravidez precoce.
A secretária de Educação destacou a importância da ação em conjunto para mudar a realidade da escola. “Temos que nos unir com autoridades, cada qual na sua esfera, para vencer a violência”, afirmou. Caiado e Fátima não anunciaram as medidas que serão implementadas na escola. A secretária disse que mudará o regimento da escola, para que os estudantes tenham as mochilas revistadas e disse que o “excesso de democracia” era um dos motivos de casos como o da unidade de ensino.”