Incentivos fiscais e FCO: defesa tímida do empresariado por Sandro Mabel irrita categoria

Enquanto o governo Caiado  atua descaradamente para meter a mão em parte dos recursos do FCO e articula mais cortes nos incentivos fiscais, o presidente da Fieg, Sandro Mabel, faz defesa tímida e acanhada da classe empresarial. “Não era isso que esperávamos!”, diz um dono de empresa sobre a atuação até agora pífia do líder classista. “O Sandro é rico, em independência política e econômica e não deveria se agachar tanto para o Caiado”, completa outro.
O fato é que dezenas de empresários ouvidos pelo G24H foram unânimes: o presidente da federação está tendo uma gestão decepcionante.