Deputada Lêda Borges critica mudança do batalhão de Valparaíso para Luziânia, por ordem de Caiado

A deputada Lêda Borges usou a tribuna  para falar dos Colégios Militares em Goiás, dizendo que a base do governo criticou a expansão desses colégios, pois afastaria policiais das ruas e, hoje, uma matéria de jornal afirmou que o executivo negou a criação de novas unidades esse ano.

“A base do hoverno precisa se informar melhor, pois ela diz algo aqui nessa Casa e o Executivo afirma outra na imprensa. E mais, a Assembleia recebeu aqui, um projeto de criação de Base Militar na cidade de Luziânia, solicitando equipamentos, viaturas e efetivo, que são da cidade de Valparaíso de Goiás”, contou a deputada.

Lêda disse ainda que os colegas afirmam representar todo a região do Entorno, mas é discriminatório com a cidade de Valparaiso, ao tentar tirar o Batalhão do Choque de lá e levar para Luziânia. “Quero alertar que hoje, se somarmos os eleitores de Valparaiso, Cidade Ocidental e Novo Gama, superamos a votação de Luziânia. Não vamos comprar uma guerra de importância política”, suplicou.

Por fim, a parlamentar frisou que o Governo precisa criar esse batalhão em Luziânia, sem afetar a cidade de Valparaiso. “Não vamos aceitar essa disputa de importância de cidade. Todas são importantes e é preciso respeitar os eixos políticos do interior do Estado”, finalizou.